sofre com transtorno bipolar?

Você sofre com transtorno bipolar?

Você sofre com transtorno bipolar? Então não deixe de ler isso! (14 out 2017)

Há anos que o lítio tem sido uma substancia muito importante na vida das pessoas que sofrem com transtorno bipolar, até mesmo porque esta substancia, até então, é considerada a intervenção terapêutica padrão para esse tipo de problema.

Mas ao que parece, este composto não faz efeito em boa parte das pessoas que utilizam o lítio no seu dia a dia. Agora, por que será que isso acontece?

Bom, pesquisas recentes mostram que a eficácia parcial do lítio provavelmente se deve a um mecanismo hormonal, mais precisamente a um fator de crescimento similar a insulina chamado de IGF1, que promove a sensibilidade das células ao lítio.

Transtorno bipolar: Entenda mais sobre a resistência de alguns pacientes ao lítio

 

No estudo publicado no periódico Journal of Neuroscience Molecular, os cientistas partipantes da pesquisa perceberam que os níveis de IGF1 eram maiores em pacientes sensíveis ao lítio do que nos pacientes que apresentaram resistência a essa substancia.

Dessa forma, foi adicionado o hormônio IGF1 nos pacientes resistentes ao lítio e a partir disso foi observado que os mesmos passaram a apresentar efeitos positivos frente ao uso dessa substancia.

Com isso, o estudo mostrou que o IGF1 é um hormônio que está fortemente associado a resposta clínica de pacientes com transtorno bipolar. No entanto, vale ressaltar que novos estudos ainda são necessários para comprovar a influência deste hormônio no tratamento de pessoas que sofrem com variações de humor.

Além do tratamento à base de lítio, também existem hoje em dia, vários programas de reabilitação cognitiva, que se mostram eficientes no combate aos sintomas decorrentes do transtorno bipolar.

Isso porque esses programas atuam diretamente nas habilidades cognitivas associadas a esse transtorno, promovendo uma melhora considerável no funcionamento dessas habilidades, fazendo assim com que haja uma regressão da doença.

Portanto, é sempre bom que se mantenha informado e atualizado sobre as novidades que surgem no mundo cientifico, para que as variações de humor decorrentes do transtorno bipolar não acabem comprometendo ainda mais a sua saúde e qualidade de vida!